Sorri e o Mundo Sorri Contigo por Luísa Sargento

30 dezembro 2009

Earth Song

Deixo-vos esta música de Michael Jackson, a grande perda mundial do ano, para pensarem... até 2010!

What about sunrise
What about rain
What about all the things
That you said we were to gain...
What about killing fields
Is there a time
What about all the things
That you said were yours and mine
Did you ever stop to notice
All the blood we've shed before
Did you ever stop to notice
This crying Earth, these weeping shores?
Aaaaaaaaaah Oooooooooh Aaaaaaaaaah Oooooooooh
What have we done to the world
Look what we've done
What about about all the peace
That you pledge your only son...
What about flowering fields
Is there a time
What about all the dreams
That you said was yours and mine
Did you ever stop to notice
All the children dead from war
Did you ever stop to notice
This crying earth, these weeping shores?
I used to dream
I used to glance beyond the stars
Now I don't know where we are
Although I know we've drifted far
Hey, what about yesterday (What about us)
What about the seas (What about us)
The heavens are falling down (What about us)
I can't even breathe (What about us)
What about the bleeding Earth (What about us)
Can't we feel it's wounds (What about us)
What about nature's worth (Oooh, oooh)
It's our planet's womb (What about us)
What about animals (What about it)
We've turned kingdoms to dust (What about us)
What about elephants (What about us)
Have we lost thier trust (What about us)
What about crying whales (What about us)
We're ravaging the seas (What about us)
What about forest trails (Oooh, oooh)
Burnt despite our pleas (What about us)
What about the holy land (What about it)
Torn apart by creed (What about us)
What about the common man (What about us)
Can't we set him free (What about us)
What about children dying (What about us)
Can't you hear them cry (What about us)
Where did we go wrong (Oooh, oooh)
Someone tell me why (What about us)
What about babies (What about it)
What about the days (What about us)
What about all their joy (What about us)
What about the man (What about us)
What about the crying man (What about us)
What about Abraham (What about us)
What about death again (Oooh, oooh)
Do we give a damn

Que 2010 seja um ano de consciência e crescimento para todos!!!

28 dezembro 2009

Mais um texto do DeRose

"Tudo na vida tem o seu momento mágico. Se você deixar passar, provavelmente não o fará mais. Por isso, quando viam alguém pensativo, os antigos costumavam dizer: “quem pensa não casa”. E não casa mesmo.
Portanto, quando surgir aquele amor da sua vida, não pense duas vezes. Entregue-se de corpo e alma. Há a possibilidade de dar-se mal? Claro que sim. Mas também há a possibilidade tornar-se a pessoa mais feliz do mundo. Você jamais saberá se não for a fundo. Tem gente que vive na defensiva para que ninguém parta o seu coração. Talvez consiga o seu intento de blindar-se. Por outro lado, não conseguirá viver os momentos tão intensos de felicidade, somente obteníveis pelo arrebatamento, auto-entrega e confiança recíproca.
Isso é verdade com relação a todas as coisas. Se você pensar muito, não abandona o empreguinho medíocre para vir a tornar-se senhor do seu próprio nariz. Se não pensar demais, não sentirá o medo que paralisa. Agindo no momento certo terá a coragem de jogar tudo para o alto, arriscar tudo e mudar de profissão. Depois que der o passo decisivo e trocar de carreira, estará tão envolvido com o projeto que não haverá outro jeito senão vencer: os navios terão sido queimados na retaguarda e não haverá como retroceder. É assim que se vence.
Se aproveitar o momento mágico, você muda a sua vida. Se não, jamais mudará. Mas, atenção: isso não quer dizer agir por impulso, ou tomar atitudes irracionais. Quer dizer apenas que quando uma verdadeira oportunidade se aproximar, você deve saber agarrá-la antes que passe. As pessoas bem sucedidas e as pessoas mais felizes são as que sabem aproveitar uma oportunidade."

23 dezembro 2009

Feliz Natal, hoje porque o Natal deve ser todos os dias!!!

Um dos melhores presentes de Natal, daquele Natal que é todos os dias

Vejam como é sempre bom visitar o Blog do DeRose:
http://www.uni-yoga.org/blogdoderose/

domingo, 20 de dezembro de 2009 Autor: DeRose

Não tenha ilusões. Tudo o que você disser a respeito de uma pessoa chegará ao conhecimento dela. Portanto, segure essa língua. Depois não adianta ficar revoltado com a inconfidência das pessoas. É assim mesmo.

Segredo de mais de uma pessoa não é mais segredo. No momento em que você conta seu segredo para uma pessoa da sua confiança, ela também só conta para uma outra da confiança dela e assim sucessivamente. Em pouco tempo, dezenas de pessoas estarão sabendo o seu “segredo”.

E para que contar? Por que essa necessidade de se expor? Sempre que precisar comentar algo sobre alguém, só diga coisas boas. Um belo exercício é: quando começar a dizer algo ruim ou começar a vomitar uma crítica sobre alguma pessoa, reverta a frase e comece imediatamente a elogiá-la. Essa pessoa não tem nada de bom para ser elogiado? Invente!


sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 Autor: DeRose

Algumas pessoas (a maioria) quando perdem alguma coisa ficam tão descontroladas que acabam piorando o que já estava ruim. Meu vizinho no Rio de Janeiro já tinha perdido algum dinheiro num assalto. Não satisfeito, quando os assaltantes foram embora ele saiu correndo atrás. Balanço da atitude descontrolada: perdeu também a vida.

Uma conhecida perdeu o namorado para outra sirigaita. Não satisfeita com a perda, foi tomar satisfações à sedutora. “Ah! Não vou deixar isso barato, não!” É, barato não saiu. Tomou uma surra da outra. Agora, perdera o namorado, o relógio, o vestido que ficou inutilizado e a reputação. Nenhum mancebo quis mais se aproximar dela. “É daquelas que fazem escândalo…”, diziam.

Minha filosofia a respeito é: se me atrasei e já perdi o avião, não vou agora perder também a calma, a saúde e a classe.

Vale mesmo a pena ler e reler os seus livros e visitar o seu blog.

Obrigada, Mestre!!!

18 dezembro 2009

É disto que preciso!!!

Sem parar a noite toda e o dia seguinte e todos os outros que venham a seguir...

Shiva

Como dizia Nietzche "Só posso crer num Deus que saiba dançar"
O meu ritmo é assim: sem parar...

GNR, recordar...

15 dezembro 2009

Xutos e Pontapés

A primeira música portuguesa que ouvi hoje:

Que me levou a esta:

que, como devem imaginar, me levou a esta:
que o Tomás cantou ontem a tarde toda!

Mais a esta:

Mais esta:

Mais esta:

Mais esta (uma das minhas preferidas):

Mais esta:

E não sabia desta (tributo a Carlos Paião):

Mais esta:

E agora não parava, mas tenho de ir desfrutar da sorte que tenho de "trabalhar" naquilo e com a aquilo que gosto!!! Método DeRose

Mas não posso deixar de ouvir esta:

Sankalpa Band

06 dezembro 2009

Hoje estou numa de Jorge Palma


Na terra dos sonhos podes ser quem tu és...


No bairro do amor a vida é um carrossel onde há sempre lugar para mais alguém...


Uma das minhas preferidas... Quando alguém quer à força ser dono de mim...


pois... enfim... que me assentava como uma luva...

02 dezembro 2009

Mais um hit anos 80

Só para animar quem está desanimado, que a vida serve para sorrir!!!

27 novembro 2009

Vamos dançar? ;)

Uma das muitas razões pelas quais DeRose é tão especial

Se teus olhos são impuros,
aparta-os daqui.

Se tua língua é ferina,
arreda daqui tua afronta.

Se teu pensar é pudico,
longe de mim tal vanidade.

Se teu sorrir emana malícia,
afasta de mim teu sarcasmo.

Mas:
Se teu sorrir é suave,
se teu pensar é livre,
se tua língua é amor,
se teus olhos são pureza.

Então,
CONTEMPLA E SÊ FELIZ!





Há pessoas que só pensam e conseguem ver o que há de errado nos outros e dessas pessoas eu quero estar bem longe... Pois "quando o limpo toca o sujo, suja-se. Quando o sujo toca o limpo, suja-o". DeRose

26 novembro 2009

E agora... o nosso representante em Roma: Carlo Mea



E o filósofo DeRose recebeu o Attestato di Riconoscimento da Accademia del Fiorino di Arti, Lettere, Scienze, Lavoro e Spettacolo.

24 novembro 2009

Até os "Deuses" não são de ferro...



Que será de ti, Homem, se um insecto é bastante para estraçalhar-te a paz?
DeRose in Sútras - Máximas de Lucidez e Êxtase

22 novembro 2009

Até um dia, Bárbara...

Depois de um concerto na Praça do Campo Pequeno (já lá vão os tempos em que lá ía para ver outras touradas que não os Massive Attack, ainda bem que mudei de cultura) acordo com uma notícia daquelas que... enfim... é suposto os pais partirem primeiro que os filhos, mas não foi o caso: a minha prima em segundo grau Bárbara, Bá, Bázinha ou Barbinha como lhe chamava a minha avó Ursula (que deve estar agora mesmo a ser informada do que aconteceu pelo meu pai e pelo meu tio Zé ) morreu com dois anos apenas, ainda não sei o porquê, ainda não foi feita a autopsia, mas o que interessa?!?! Partiu para outros planos com apenas dois anos e uma vida por viver, deixando a minha prima Lúcia e o companheiro - Daniel e duas famílias de rastos...

Não sei como vai reagir a minha avó, a vida já lhe levou uma filha: a minha tia Ursulinha que no caso deixou uma criança de acho 4 anos (já não me lembro, eu tinha uns 11 anos) - o meu primo Tiago; depois foi o meu avô Cândido de seu nome que tinha sempre nos seus bolsos rebuçados para dar aos seus netos; agora uma bisneta...

Há vidas piores eu sei, mas a dor que cada um sente é sentida da mesma forma: intensamente...

Para ti Bárbara deixo esta bonita canção da Ana Faria e dos Queijinhos Frescos, para ser cantada ao som de Moldávia de Minha Pátria de Bedrich Smetana, até um dia (como disse o Tomás: Porque choras mãe, ela um dia vai renascer! Ao que respondi: choro pela tristeza de todos quantos a amavam...):

A Bárbara penteia
à lua o seu cabelo
e o brilho que desprende
ofusca o sete-estrelo.

Os olhos são de mel.
Doçura tão perfeita
que a abelha na colmeia
queria a receita.

Quando ela se passeia
no jardim tão formosa,
a rosa na roseira
fica toda invejosa.

A Bárbara sorri
e é tal o esplendor
que já ninguém se lembra
da amendoeira em flor.

O cisne queria ter
a graça do seu andar;
a fonte essa frescura
que ela tem ao cantar.

Não sabe que é tão linda
como o são os cristais
e a sua inocência
encanta ainda mais.


20 novembro 2009

Para bom entendedor, meia palavra basta!

Je ne sais se era esta a music that you use dans le cours mas é apenas one way pour te recordar...

18 novembro 2009

Já em Lisboa

Não consigo ainda descrever o que aconteceu este fim-de-semana...

Gostava de agradecer a todos os que me tocaram nestes dias são tantos que, de certeza, me vou esquecer de alguns :P

Não interessa a ordem, interessa que estejam todos no meu coração!

DeRose, claro é mais que óbvio!!!

Luís Lopes o meu monitor e a grande cabeça, corpo, alma e coração por trás da Gala DeRose e do DeRose Culture.






Edu e Marta que, mais uma vez, abriram as portas da sua casa para me receber e desta vez a uma batalhão imenso. Foi bom partilhar experiências e revisitar outras épocas...

Diogo DeTigre adorei praticar ao som da tua voz e com a tua shaktí mesmo ali ao lado - Marta Lopes.



Graça que bom que foi conversar contigo e confirmar a mulher maravilhosa que és!!!

A toda a equipa do Campo Alegre: Adoro-vos!!!

Helder Josué Carminé companheiro de formação, bons tempos esses!!!

Filipa e Zé, Carlo e Natasha gostei de vos conhecer um pouco mais, afinal a distância jamais nos afastará... O ideal é superior a quaisquer kms entre nós!

Paulo Urbano e Maria Rita Furtado pelas palavras amigas! :)

Ai apetece-me falar de todos, foi muito bom estar junto!!! Bastou uma troca de olhar, uma cumplicidade numa palavra, num carinho!

Pedro Pereira e Mariana Garrido: a vossa unidade é muito, muito bonita e como disse: lol por trás de um grande homem de certo está uma grande mulher!!! Sabes que te adoro Pedrinho por isso brinco contigo!!!



Sankalpa que bom é ver o vosso trabalho crescer!!! Com mais dois elementos fantásticos: o Gu com o seu humor imparável e o Thiago com o seu carinho...






A todos os que discursaram;


ao jornalista António Mateus pela entrevista
e tudo o resto;

a todos aqueles que eu abracei e com quem partilhei um segundo de carinho.

Que este fim-de-semana continue a influenciar-me para sempre!!!

17 novembro 2009

Ainda no Porto

Como é bom estar nesta que é a minha terceira casa ( Lisboa é a primeira, Arrifana a segunda... todas igualmente importantes).

Estou a amar esta vez mais do que todas as outras e devo a todos aqueles que pertencem a esta egrégora! E principalmente ao meu Mestre, o escritor, filósofo, educador DeRose.

Hoje estaremos no site www.uni-yoga.org na aula do Curso Básico.

Até já

Conversas...

Muito se tem falado nestes dias, muito se tem aprendido!

Muito se tem rido e até chorado...

Nas entrelinhas me deito e nas entrelinhas acordo...

Partilha... Recordações... Sorrisos... Constatações...

E, no meio de tudo isto, surgem canções, talvez pirosas ou até não... sei lá, não interessa, o certo é que nos estamos a divertir e aqui vai mais uma daquelas que recordámos e será que traduzimos?!?!

16 novembro 2009

Quando...

mais nada há a dizer...

fica-se a fixar o infinito, a ouvi-lo sem o analisar...

E a sorrir...

é bom amar... e saber que só isso interessa: AMAR...

...

15 novembro 2009

Há pessoas...

Há pessoas que mexem connosco, pessoas com quem queremos sempre estar, abraçar sem fim, simplesmente olhar, ouvir a sua voz, sorrir ao contemplar...

Pessoas que nos fazem crescer, que nos mostram como a vida é mais do que aquilo que nos ensinaram noutros enquadramentos, pessoas que nos mostram onde estamos certos e nos ajudam a achar o que afinal não está assim tão errado...

Pessoas a quem amamos sem sabermos muito bem porquê...

Simplesmente amamos porque mais nada seria possível sentir!

Há pessoas que aumentam a nossa Felicidade!!!

E hoje estou ainda mais feliz do que ontem :)

09 novembro 2009

Hoping



Hoping
Louie Austen

I saw you last night
Just watching you dancing
I could´t stop thinking about you
How you move
How you groove
How you shake
I was hoping I see you tonight
And I´m wondering, hoping
That I see you
And to have only one dance with you
And maybe to dance the whole night through
You and me
Just to look into your eyes
And feel the warmth, the love, the passion
Feel the vibration
The music and the rythm


Será que é o que pensas quando me vês dançar?...

08 novembro 2009

Apeteceu-me...


Dedicado a todos aqueles que eu já amei, amo e amarei, sempre...

:)

Porque a todos eles eu amei, amo e amarei para sempre...

(...)

05 novembro 2009

Algumas razões para ir ao Porto nesta quinzena

Esta sexta-feira, Conversas com Chocolate na unidade Campo Alegre do Método DeRose.

O Dj Enigma sobe à Invicta para dar um cheirinho do seu som aos meus amigos portuenses numa festa organizada pela RedFox na Rua Manuel Pinto Azevedo, Zona Industrial, sala 114 tel. 914362553. Se és amante de R&B, HipHop e afins, não percas!!!

E, na próxima semana:

Gala DeRose'09 - Ordem do Mérito das Índias Orientais
O filósofo e escritor DeRose vai conferir em Novembro a Ordem do Mérito das Indias Orientais ao pintor português Júlio Resende.
A cerimónia terá lugar dia 14. Na véspera, sexta-feira dia 13, DeRose presidirá, no mesmo local, ao lançamento formal de um DVD com uma entrevista sobre a cultura que promove quase há cinco décadas e de um livro sobre este mesmo percurso.
DeRose é autor de dezenas de livros que já venderam em todo o Mundo mais de um milhão de cópias e desloca-se a Portugal de 13 a 16 de Novembro.
Conto com a tua presença!!! :)


02 novembro 2009

Domingo

Domingo é aquele dia que serve para não fazer nada e fazer tudo...

Para ir à praia ou ficar em casa a ver filmes; para estudar ou simplesmente ler; para comer desalmadamente ou fazer jejum; para descansar depois de uma noite prolongada ou fazer directa; para arrumar a casa ou dessarrumar a casa de algum amigo; para rir sem parar ou chorar até ficar como os olhos inchados; conversar ou ficar em silêncio; dançar ou cantar; enfim, o domingo é o melhor dia da semana assim como 2ª, 3ª, 3ª, 5ª, 6ª e sábado.

Mas ontem, chovia... a noite anterior não foi assim tão prolongada... a casa estava mais ou menos arrumada... não sabia o que cozinhar... não me apetecia falar muito, acho que só verbalizei alguma coisa lá para as 17 horas...

E então acordei ainda só tinham passado apenas umas 3 horas de sono e estendi a roupa, voltei para a cama, mas antes desliguei o sons dos telemóveis... Depois acordei e resolvi aldrabar a invertida sobre a cabeça e pus os pés encostados à parede com as pernas elevadas e adormeci... Acordei, será que me apetece comer?... Lá comi, comi mal ontem: pão, azeite, uma maçã e dois iogurtes. O que efectivamente me apetecia era chocolates, pipocas e gelados... Depois liguei a TV, como, neste momento, o único canal que apanho decentemente é a TVI lá fiquei... Três filmes tipicamente de domingo:

Ella Encantada

American Mall
Uma Sogra do Pior
>

Como devem imaginar, faltaram-me os chocolates, as pipocas, os gelados, mas não as lágrimas... E, mais uma vez, sonhei com o meu Príncipe Encantado... aquele cheio de defeitos que se conjugam com os meus... aquele que me amará para todo o sempre... com todos os meus defeitos e as minhas qualidades... aquele que irá cruzar o meu olhar, num dia ou numa noite, e que não vai ter medo de arriscar... a ser feliz...

29 outubro 2009

O Novo

Anúncio publicado pela empresa Age em 2007, a partir de valores e uma filosofia inovadora dos seus clientes:

“Alguns temem o novo
Porque ele ameaça o estabelecido, contesta as convenções
Desafia as regras
Alguns evitam o novo
Porque ele traz insegurança, estimula o experimento, convida à reflexão
Alguns fogem do novo
Porque ele nos retira da confortável posição de autoridade
E nos obriga a reaprender
Alguns zombam do novo
Porque ele é frágil, não foi consagrado pelo uso
Mas essas pessoas se esquecem que tudo o que hoje é consagrado um dia já foi novo
Alguns combatem o novo
Porque ele contraria interesses, desafia os paradigmas, não respeita o ego, despresa o status quo
Mas tudo isso é inútil
Porque a história da humanidade mostra
Que o novo sempre vem
Por isso, recicle seus pensamentos, reveja seus pontos de vista
Atualize suas fórmulas, seus métodos, suas armas
Senão você será sempre um grande profissional
Um sujeito muito preparado para lutar numa guerra que já passou”

28 outubro 2009

Ser ou não ser eficiente/competente

Você é eficiente?

Numa grande empresa trabalhava Álvaro, um funcionário sério, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo, já com 20 anos de casa. Um belo dia, Álvaro vai ao presidente da empresa fazer uma reclamação:

- Tenho trabalhado durante estes 20 anos em sua empresa com toda a
 dedicação, e agora me sinto um tanto injustiçado. Juca, que está conosco há somente três anos, está ganhando mais que eu.

O patrão fingiu não ouvi-lo e, cumprimentando, falou:

- Foi bom você ter vindo aqui. Tenho um problema para resolver e você poderá ajudar-me. Estou querendo dar ao nosso pessoal uma sobremesa após o almoço de hoje. Aqui na esquina tem uma barraca de frutas. Vá até lá e verifique se tem abacaxi.

Álvaro, sem entender, saiu da sala e foi cumprir a missão a ele designada.

Em cinco minutos estava de volta.

- Como é? – disse o patrão.

- Verifiquei como o senhor mandou e a barraca tem o abacaxi – disse Álvaro.

- E quanto custa cada? – perguntou o patrão.



- Isto eu não perguntei não! – respondeu Álvaro.

- Eles têm quantidade suficiente para atender todos os funcionários? -
perguntou o patrão.



- Não sei… – respondeu Álvaro.



- Muito bem, Álvaro, sente-se ali naquela cadeira e me aguarde um 
pouco.

Pegou o telefone e mandou chamar o Juca. Quando Juca entrou na sala o patrão foi logo dizendo:

- Juca, estou querendo dar ao nosso pessoal uma sobremesa após o almoço de hoje. Aqui na esquina tem uma barraca de frutas, vá até lá e verifique se tem abacaxi.

Em oito minutos Juca estava de volta.



- E então, Juca? – perguntou o patrão.



- Tem abacaxi, sim. Tem quantidade suficiente para todo o pessoal e se o senhor quiser eles têm também laranja e banana.

- E o preço? – perguntou o patrão.



- Bom, o abacaxi eles estão vendendo a R$1 o quilo, a banana a
R$0,50 o quilo e a laranja a R$20 o cento, já descascado. Mas, como eu disse que a quantidade era grande, eles me concederam um desconto de 15%. Deixei reservado o abacaxi. Caso o senhor resolva, eu confirmo.

Agradecendo a Juca pelas informações, o patrão dispensou-o e voltou-se para Álvaro na cadeira ao lado, e perguntou-lhe:

- Você perguntou alguma coisa quando entrou em minha sala hoje. O que era mesmo?

- Nada sério não, patrão – respondeu Álvaro.

(Texto de autor desconhecido)

Tirado do Blog do DeRose

Para dar uma vista de olhos

Obrigada Edu Cirilo, gostei!

Para dar uma vista de olhos

O Antes e o Depois




De arrepiar...

27 outubro 2009

Sem dúvida, o melhor município de Portugal - Oeiras



Com presidente, dizem, corrupto mas que apresenta obra feita!

O primeiro concelho sem barracas!

E a melhor rádio: Oxigénio 102,60 fm...

E esta foi a música com que acordei

grande Oxigénio!
Música para respirar ;)

O melhor festival: Oeiras Alive.


O melhor lol canal de televisão português - SIC.

O único centro comercial da grande Lisboa sem parque pago - Oeiras Parque. Com o Parque dos Poetas mesmo ali ao lado.

A bomba de gasolina com o GPL mais barato.

As corridas na Marginal. O passeio marítimo, o geyser de Paço d'Arcos, as festas municipais.

Alguns restaurantes interessantes para quem não come bicho morto.

Os jardins e outros espaços verdes. O Palácio do Egipto. A Fábrica da Pólvora. O Palácio do Marquês de Pombal. O Palácio do Acipestres. O antigo Palácio Anjos actual Centro Cultural – Colecção Manuel de Brito.

O Sport Algés e Dafundo.

E não parava de enumerar razões para se viver no magnífico concelho de Oeiras. Talvez, um dia, possa acrescentar um pequeno mas grande pormenor a esta lista...

23 outubro 2009

Shiva

Um conto das escrituras hindus sobre Shiva

Certa vez, os saddhus (os yôgis que vivem isolados, solipsistas) sentiram muita raiva de Shiva e conspiraram para assassiná-lo. Acenderam uma fogueira sacrificial de magia. De dentro do fogo mágico surgiu um tigre furioso ao qual ordenaram que fosse matar o Mestre Shiva. Mas Shiva matou a besta, arrancando sua pele e vestindo-se com ela.

Do fogo saiu, em seguida, um trishúla (lança de guerra em forma de tridente) para matá-lo, porém Shiva se apoderou dele e passou a usar como arma para sua defesa. Depois, serpentes peçonhentas para picá-lo, entretanto o Mestre as usou como braceletes e colares com os quais se enfeitou.

Uma horda de demônios surgiu logo depois. Shiva com um mudrá aplacou sua fúria. Ele ordenou que formassem um exército para servi-lo, e eles obedeceram docilmente.

Em seguida, os saddhus atiraram uma caveira contra o Senhor Shiva. Ele a agarrou no ar e colocou-a para enfeitar os cabelos.

Os saddhus, indignados com seus fracassos, tentaram usar seus mantras maléficos para destruí-lo. No entanto, eles se agruparam e tomaram a forma de um som terrificante que saía de uma concha (shank). O Mestre apoderou-se da concha e a conservou em sua mão, pelo que passou a ser chamado de Shankar.

Os saddhus, que pareciam nunca desistir de destruir o grande Mestre Shiva, fizeram um novo trabalho de magia negra, acendendo outro grande fogo do qual saiu um poderoso gênio denominado Avidyá ou Muyalakan. Ordenaram-lhe que usasse o fogo e matasse o Mestre. No entanto, Shiva apanhou o fogo com a mão, derrubou o gênio e pisoteou-o.

Os saddhus lançaram maldições e injúrias contra o Mestre. Nenhuma foi eficaz. Muyalakan, esmagado pelos pés de Shiva, debatia-se mas não conseguia pôr-se de pé. Shiva começou a dançar sobre ele e o Universo tremeu.

Quando a dança parou, os saddhus prostraram-se aos pés do Mestre e cantaram-lhe louvores. Shiva ordenou-lhes que, daquele momento em diante observassem os sádhanas e passassem a seguir uma vida piedosa. Depois disso, voltou para a sua morada no Monte Kailash, casou-se com sua Shaktí e viveu feliz por toda a eternidade. Até hoje, em todo o mundo, pratica-se a arte de força, poder e energia criada por Shiva e com a qual ele venceu todos os obstáculos.

in Blog do DeRose

22 outubro 2009

Algumas excentricidades...




E este teledisco como mexia e mexe comigo... adolescência...



20 outubro 2009

Depois do Porto e Nova Iorque, DeRose Culture em São Paulo

DeRose Culture – Edição São Paulo

Nos próximos dias, 23, 24 e 25 de outubro será realizado em São Paulo o DeRose Culture. O evento, que também tem edições nas cidades de Porto (Portugal) e New York (Estados Unidos) reunirá, pela primeira vez na capital paulista, profissionais e praticantes do Método DeRose de todo país.

O evento tem como objetivo divulgar a cultura e filosofia do Método, além de promover a integração entre todos os praticantes, sendo eles instrutores, alunos, tanto das Escolas credenciadas quanto de academias, empresas e clubes filiados. O encontro contará com a presença do sistematizador do Método, o escritor DeRose; os renomados professores Rosângela de Castro e Rogério Brant, além da participação de Presidentes de Federações de: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal, dentre outros.

DeRose Culture começa na sexta-feira, dia 23 de outubro, com uma aula gratuita aberta ao público a partir das 10h na Praça do Porquinho no Parque Ibirapuera.

No dia 24, sábado, o encontro seguirá no Hotel Ibis da Barra Funda com uma prática do Método com os professores Rosângela de Castro e Rogério Brant das 9h às 12h.

No dia 25, domingo – último dia de evento, teremos mais uma prática com Presidentes de Federações.

Na noite do dia 24, a partir das 22h, acontecerá o lançamento dos livros: Histórico e Trajetória, DeRose; A Ancestral Arte da Poesia, Fábio Euksuzian; O Poder do Mantra, Ricardo Melo e Caio Melo; e Gourmet Vegetariano, Rosângela de Castro. A festa de lançamento será realizada no Espaço Cultural Vila Mariana e contará ainda com apresentações de coreografias características do Método, assim como DJs convidados.

Serviço:

- Aula no parque:
Dia: 23 de outubro, sexta-feira
Horário: a partir das 10h
Local: Praça do Porquinho no Parque Ibirapuera.

- Práticas do Método
Dia: 24 e 25 de outubro
Horário: 9h às 12h
Local: Hotel Íbis Barra Funda – Rua Eduardo Viana, 163 – Barra Funda – São Paulo – SP

- Lançamento dos livros e apresentações coreográficas:
Dia: 24 de outubro
Horário: 22h
Local: Espaço Cultural Vila Mariana – Rua Pedro de Toledo, 1378 – Vila Mariana – São Paulo – SP

Inscrições para o DeRose Culture e Festa:
- Espaço Cultural Vila Mariana
Tel: (11)3589-7227
email: vilamariana.sp@metododerose.org

Gosto quando...

Gosto quando vejo as pessoas mudarem, mudarem porque sentem ser esse o seu caminho, alterarem os hábitos que lhes foram incutidos em crianças, adolescentes e adultos com os quais não se identificavam.

Nem sempre é fácil essa mudança... Nem sempre é fácil admitir que afinal aquilo que parecia tão diferente é o que queremos... Nem sempre é fácil soltar as amarras que nos prendem... Nem sempre é fácil sair de um paradigma para outro, deixar o conhecido pelo desconhecido...

Ás vezes magoamos as pessoas por isso mesmo, por não querermos ver a luz que elas representam ao fim do túnel, por não querermos admitir que elas estão certas ao partilharem connosco o mapa do seu percurso, mostrando-nos que existe mais do que aquilo que temos visto.

Ás vezes somos essas pessoas que poderiam sentir-se magoadas, mas que ao invés disso se sentem felizes quando vêem que, apesar de tudo, aquilo que disseram, aquilo que fizeram mexer lá dentro, as contradições que despertaram, surtiram efeito...

Creio que a identificação, que não afugenta a liberdade, é o caminho! Se a mudança para uma determinada forma de estar e ver a vida te aprisiona tanto como a tua forma actual de estar e ver a vida, não mudes, pois, certamente, esse não é o teu caminho!!!

13 outubro 2009

"É preciso ler muito e viajar bastante para esgarçar os antolhos que espremem a nossa inteligência." DeRose

Ao visitar o blog do DeRose e ler este sútra, lembrei-me de todas as minhas experiências fora de Portugal e mesmo dentro deste magnífico país.





Revisitei os meus 15 anos. Projecto Columbus: Portugueses em Génova. Adorei, fiquei em casa da Emanuela que tinha a minha idade e fazia anos no mesmo dia que eu, fui recebida num jantar com amigos da família (os pais da Emanuela tinham-se esquecido que eu ia para lá nesse dia). Muito divertido, mas o que achei diferente em quase todos os dias daquela semana foi as refeições: primeiro os bifes eram todos iguais, em Portugal isso ainda não se usava; depois pudim ao pequeno-almoço; peixe esmigalhado com espinhas ao jantar; o prego que afinal era uma palavra mágica - obrigada, à qual nós respondíamos bifana lol; os nossos s'tores a falarem mal (leia-se a dizerem asneiras) e as magnífica pizzas com massa fina.




Um ano mais tarde, o mesmo Projecto leva-me a Barcelona, podia escolher entre esta cidade e Antuérpia mas preferi nuestros hermanos. Era a mais velha do grupo, pois comigo foram os alunos do 10º ano e eu já andava no 11º. Chegámos lá armados em betos do Restelo lol eles de fato nós (as meninas) feitas árvores de Natal, enganamo-nos na roupa: fomos para a uma escola de filhos de operários, esquerda em força e quase todos eram heavy metals. Adorei!!! Completamente fora daquilo a que estava habituada... Passávamos as tardes no Fiesta que desgraça lol ai lembrei-me da minha paixão espanhola: o Ivan... A minha família sempre em festa! Fantástico foi, agora, através do Facebook, ter encontrado o Ferrán que esteve em minha casa no ano a seguir.



Mais um ano de Projecto Columbus e foi a minha vez de receber alguém (fiquei de castigo por causa das notas e não pude ir a Palermo... é que neste Projecto eramos escolhidos a dedo). Recebi dois alunos da escola de Barcelona. E foi a minha vez de lhes mostrar como se vivia em Portugal! Ainda neste mesmo ano, recebi como presente de 18 anos a passagem para Genéve. Foi diferente porque fui com a minha mãe, mas valeu pela cidade, pelo cantão francês da Suiça. Ali as pessoas eram civilizadas lol não deitavam o papel para o chão; os jardins eram lindos; tinham motas estranhíssimas; que nesta últimas eleições foram usadas pelo MMs para propaganda (15 anos mais tarde); os chocolates; os repuxos de água (copiados pela CMO anos mais tarde ali na praia de Sto Amaro). Muito bom!



Depois só voltei a sair de Portugal aos 24, novamente em Projecto escolar: um estágio no âmbito da Pós-graduação que fiz no ISPA, em Reabilitação e Inserção Social. O meu primeiro pé em terras francesas: Estrasburgo. Desta feita, ficámos numa residência de estudantes. A Alemanha lá ao fundo... E aproveitei para também imaginar o que teria sido se tivesse enveredado pelo caminho da minha licenciatura - Estudos Europeus (Relações Internacionais).





Sete anos depois de volta à França mas agora Paris. Local de estadia a Unidade Rive Gauche. Continuando em formação: exame na Fedération Française de SwáSthya Yôga, cursos com o Mestre DeRose, convívio com amigos que partilham um mesmo ideal de vida.



Em suma, todas as minhas viagens têm sido maioritariamente em formação profissional, mas essencialmente em formação pessoal.



Quando visito uma cidade, o que me importa, em primeiro lugar, é sentir as gentes, os seus hábitos, a sua energia. Passear um pouco sozinha e observar o que me rodeia, aquilo que sou num local supostamente estranho. Procurar não analisar o porquê de naquele sítio se fazer as coisas de forma diferente e sim deixar essa diferença impregnar-se no meu ser. Identificando-me com esse todo que passará a fazer parte de mim, tornando-me uma pessoa cada vez mais tolerante. É isso que eu ganho em cada viagem que faço: AMOR!!!



Já está na hora de agarrar na mochila e caminhar por aí!!!

Sútras - Máximas de lucidez e êxtase