Sorri e o Mundo Sorri Contigo por Luísa Sargento

30 julho 2009

De Rudyard Kipling

Como sempre, o meu Mestre - DeRose, dá-me a conhecer textos de outros autores, filósofos e afins que me fazem pensar que a vida é mesmo bonita!!! E que é muito bom viver e ser feliz!!!

" Se és capaz de manter a calma, quando,
todo o mundo ao redor já a perdeu e te culpa.
De crer em ti quando estão todos duvidando,
e para esses, no entanto, achar desculpa.

Se és capaz de esperar sem te desesperares,
ou, enganado, não mentir ao mentiroso,
ou, sendo odiado, sempre ao ódio te esquivares,
e não parecer bom demais, nem pretensioso.

Se és capaz de pensar - sem que a isso só te atires,
de sonhar - sem fazer dos sonhos teus senhores.
Se, encontrando a Desgraça e o Triunfo, conseguires,
tratar da mesma forma esses dois impostores.

Se és capaz de sofrer da dor de ver mudadas,
em armadilhas as verdades que disseste
e as coisas por que deste a vida estraçalhadas,
e refazê-las com o bem pouco que reste.

Se és capaz de arriscar numa única parada,
tudo o quanto ganhaste em toda a tua vida,
e perder e, ao perder, sem nunca dizer nada,
resignado, tornar ao ponto de partida.

De forçar coração, nervos, músculos, tudo,
a dar seja o que for que neles ainda existe.
E a persistir assim quando, exausto, contudo,
resta a vontade em ti, que ainda te ordena: persiste!

Se és capaz de, entre a plebe não te corromperes,
e, entre Reis, não perder a naturalidade.
E de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes,
se a todos podes ser de alguma utilidade.

Se és capaz de dar, segundo por segundo,
ao minuto fatal todo o valor e brilho.
Tua é a Terra com tudo o que existe no mundo,
e - o que ainda é muito mais - és Homem meu filho!
"

E é por textos destes que DeRose me mostra e por todos aqueles que escreve, bem como por tudo que me ensina nos segundos que passo perto dele, que:

TENHO ORGULHO EM PODER CHAMÁ-LO DE MESTRE!!!!!!!

28 julho 2009

Continuando

E porque estes últimos dias de Julho têm sido de música, aqui vai mais uma

pois a/o música/som dá-me liberdade para dançar e ser feliz...

E mais outra:

Ponto Fraco



OIOAI Cacete!!! para não dizer a outra palavra!!!

Saudades destes meninos!!!!!

24 julho 2009

E é assim...



Sara Baireilles
Gravity

Something always brings me back to you. It never takes too long.
No matter what I say or do I'll still feel you here 'til the moment I'm gone.
You hold me without touch. You keep me without chains.
I never wanted anything so much than to drown in your love and not feel your rain.

CHORUS
Set me free, leave me be.
I don't want to fall another moment into your gravity.
Here I am and I stand so tall, just the way I'm supposed to be.
But you're on to me and all over me.

You loved me 'cause I'm fragile. When I thought that I was strong.
But you touch me for a little while and all my fragile strength is gone.

CHORUS
Set me free, leave me be.
I don't want to fall another moment into your gravity.
Here I am and I stand so tall, just the way I'm supposed to be.
But you're on to me and all over me.

I live here on my knees as I try to make you see that you're
everything I think I need here on the ground.
But you're neither friend nor foe though I can't seem to let you go.
The one thing that I still know is that you're keeping me down.
You’re on to me, you’re on to me and all over...
Something always brings me back to you. It never takes too long.

23 julho 2009

Vamos dançar?



De facto, dançar é uma das melhores coisas da vida... Não me deixem parar!!!
E enquanto o ritmo pautar a minha vida e o meu corpo se movimentar ao som de ruídos assim, estarei viva!!!!

22 julho 2009

No need to argue


Cranberries
No need to argue

There's no need to argue anymore
I gave all I could
But it left me so sore
And the thing that makes me mad
Is the one thing that I had
I knew, I knew, I'd lose you
You'll always be special to me, special to me, to me
And I remember all the things we once shared
Watching TV movies on the living room arm chair
But they say it will work out fine
Was it all a waste of time
Cause I knew, I knew, I'd lose you
You'll always be special to me, special to me,to me
Will I forget in time
You said I was on your mind
There's no need to argue
No need to argue anymore
There's no need to argue anymore
Special

20 julho 2009

Pois



The Killers When You Were Young

You sit there in your heartache
Waiting on some beautiful boy to
save you from your old ways
You play forgiveness
Watch it now ... here he comes!

He doesn't look a thing like Jesus
But he talks like a gentleman
Like you imagined when you were young

Can we climb this mountain
I don't know
Higher now than ever before
I know we can make it if we take it slow
Let's take it easy
Easy now, watch it go

We're burning down the highway skyline
On the back of a hurricane that started turning
When you were young
When you were young

And sometimes you close your eyes
and see the place where you used to live
When you were young

They say the devil's water, it ain't so sweet
You don't have to drink right now
But you can dip your feet
Every once in a little while

You sit there in your heartache
Waiting on some beautiful boy to
To save you from your old ways
You play forgiveness
Watch it now here he comes

He doesn't look a thing like Jesus
But he talks like a gentleman
Like you imagined when you were young
(He talks like a gentlemen, like you imagined when)
When you were young

I said he doesn't look a thing like Jesus
He doesn't look a thing like Jesus
But more than you'll ever know

18 julho 2009

Mais um grau alcançado


Depois de sádhaka, veio o grau de yôginí e agora chêla. Mais uns tempos e, talvez, chegue o grau de aluna graduada! Estás no bom caminho, Ida!

17 julho 2009

Entre(tanto)



Entre tanto o nada existe...
Entretanto fico à espera...
pois no entretanto às voltas entre tanto
descobrirei o entretanto que está entre tanto...

E com um sorriso nos lábios (como sempre)
parto em busca do que entre tanto continua ali à espera entretanto...

Não interessa o quê:
apenas o entretanto entre tanto...

(...)

Como respirar melhor, ampliando a bioenergia


Parabéns Ricardo Mallet e Fernanda!

Pormenores




A falta de atenção para com os pormenores complica o meu sistema...

09 julho 2009

Que letra bonita


Obrigada Marcela por me teres mostrado esta música!

08 julho 2009

Método DeRose em Nova Iorque

Marcelo Tessari o representante do DeRose Method in New York


Visite o blog:
http://derosemethod.blogspot.com/

e veja na NewYork Time Out:
http://newyork.timeout.com/events/spas-sport/291261/derose-method-classes

07 julho 2009

Elegância do comportamento por Martha Medeiros

"As pessoas geralmente se preocupam com a aparência física e se esmeram para mostrar uma certa elegância, de acordo com suas possibilidades. Isso é natural do ser humano. Tanto que muitos buscam escolas que ensinam boas maneiras.

No entanto, existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.

É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais corriqueiras, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto: é uma elegância desobrigada. É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam; e quando falam, passam longe da fofoca, das maldades ampliadas de boca em boca. É possível detectá-la também nas pessoas que não usam um tom superior de voz. Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.

É uma elegância que se pode observar em pessoas pontuais, que respeitam o tempo dos outros e seu próprio tempo. Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece. É quem cumpre o que promete, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não.

É elegante não ser espaçoso demais. Não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro. É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais É elegante retribuir carinho e solidariedade.

Sobrenome, cargo e jóias não substituem a elegância do gesto. Não há livro de etiqueta que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo e a viver nele sem arrogância.

Pode-se tentar capturar essa delicadeza natural através da observação, mas tentar imitá-la é improdutivo. A pessoa de comportamento elegante fala no mesmo tom de voz com todos os indivíduos, indistintamente. Ter comportamento elegante é ser gentil sem afetação. É ser amigo sem conivência negativa.

É ser sincero sem agressividade. É ser humilde sem relaxamento. Ser cordial sem fingimento. E ser simples com sobriedade. É ter capacidade de perdoar sem fazer alarde.

É superar dificuldades com fé e coragem. é saber desarmar a violência com mansuetude e alcançar a vitória sem se vangloriar.

Enfim, elegância de comportamento não é algo que se tem, é algo que se é.

Mais do que decorar regras de etiqueta e elaborar gestos ensaiados, é preciso desenvolver a verdadeira elegância de comportamento.

É importante que cada gesto seja sincero, que cada atitude tenha sobriedade.

A verdadeira elegância é a do carácter, porque procede da essência do ser."



Obrigada, Rodrigo DeBona por me teres mostrado este texto no teu livro "A Parábola do Croissant".

06 julho 2009

Introdução ao Método DeRose



A não perder!!!!

Mais descrições generalistas


O Dragão é um signo magnético e atrai as atenções onde quer que esteja, pois a sua grande auto-confiança e brilho pessoal não passam despercebidos. Mostra uma personalidade forte e decidida, não receia correr riscos nem enfrentar obstáculos.

Muitas vezes a sua coragem espanta aqueles que o rodeiam, pois é valente e arrojado. A sua energia parece inesgotável, está sempre pronto para a acção e em busca de novas aventuras. Viajar é uma das suas grandes paixões.

03 julho 2009

Para todas as mulheres mas também para todos os homens

"A vida é linda quando se tem alguém ao lado, a quem se possa amar de verdade, sem reservas, entregando-se totalmente, corpo e alma. Alguém a quem possamos ofertar nossa vida, nosso coração palpitando de emoção. Alguém a quem possamos fazer puja com as nossas lágrimas de felicidade e com as de dor. Alguém com quem possamos repartir o sofrimento, a solidão, o desespero, mas também as glorias de uma missão realizada lado a lado, de mãos dadas.
Pense bem: que lindo poder ter o privilegio de ser a escolhida entre milhares, entre milhões de pessoas, para viver momentos de paz e amor ao lado de alguém e, repetidas vezes pela vida a fora, dissolverem-se ambos em êxtases de um gozo supremo, somente atingível com a pessoa amada! E, ano após ano de prazer, felicidade e realização pessoal, ter a alegria de envelhecer ao lado da pessoa certa! Sem, jamais, se arrepender pelo que deixou de fazer - não há pior remorso que esse.
E depois, juntos, marcarem a Humanidade e o Universo com a forca gerada nos seus actos de amor.
Para algumas, a vida nem sequer ofereceu a oportunidade de um grande amor, um amor alquímico, capaz de transmutar a vidinha medíocre em uma vida brilhante, de ouro puro. Para outras, a chance foi oferecida, mas deixaram-na escapar por entre os dedos, na ilusão adolescente de que a juventude nunca se acabaria.
Você já imaginou que podemos morrer amanha Você partiria satisfeita por ter feito tudo o que desejava, por ter já vivido a sua vida?
Se um cometa pode acabar com a Terra a qualquer instante, eu quero viver e compartilhar esse tempo que me resta com quem eu amo.
Se o holocausto nuclear (ou qualquer outro) e uma realidade que nos espreita a cada alvorada, eu quero depositar o meu fervor no ventre da minha amada, como uma prece diária, reverente, ate o dia do Juízo Final.
Se todas as profecias do bom-senso nos advertem para o fato inegável de que a vida pode se extinguir a qualquer momento, vencida pela constante conspiração das hordas de potenciais doenças, acidentes e crimes, então eu quero fazer do tempo que ainda me resta algo que me permitira partir em paz: se não posso fazer toda a Humanidade feliz, quero fazer feliz uma pessoa, a partícula da Humanidade que esta mais próxima de mim. Quero que essa seja a minha mais nobre razão para estar vivo!
Faca-o você também." DeRose

A mulher carneiro

Adoro estas descrições generalistas...

A nativa de Carneiro é independente e decidida.
De todas as mulheres do Zodíaco é aquela que menos precisa da presença de um homem na sua vida porque sabe que é capaz de desempenhar sozinha todas as tarefas, até mesmo as mais pesadas.

Isto não quer dizer que não se apaixone ou que não possa amar alguém, antes pelo contrário!

A mulher de signo Carneiro não pode viver sem amor, no entanto a sua coragem desmedida ajuda-a a recompor-se de qualquer desilusão e seguir em frente.

Destemida, determinada e optimista, encara a vida como uma batalha da qual procura sair sempre vitoriosa.

Os nativos de Carneiro são impetuosos e possuem um desejo de conquista muito acentuado. Têm um espírito conquistador e preferem relações tórridas, avassaladoras e imprevistas.

Método DeRose na praia de Carcavelos evento da Billabong

Uma tarde bem passada divulgando o Método DeRose!






Evento organizado pela unidade da Amadora do Método DeRose! Estiveram presentes instrutores da unidade Chiado e Marquês do Pombal.

Priorize e vá até o fim por Ricardo Mallet

" O único lugar onde sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.

Albert Einstein

Há algum tempo resolvi “exorcizar” alguns arquivos do meu computador. Sabe, não sou um usuário que costuma armazenar arquivos desnecessários; sou bastante organizado e mantenho apenas aquilo que considero realmente útil. Mas fazia aproximadamente cinco anos que eu não cumpria o bom e velho ritual de limpeza e tinha a certeza de que havia muito espaço ocupado desnecessariamente no meu HD.

Assim, com receio de jogar fora algo importante, dei-me o trabalho de abrir arquivo por arquivo para verificar atentamente seu conteúdo. Neste longo processo, tive a oportunidade de refletir sobre meu padrão comportamental dos últimos cinco anos. Ele estava, de certa forma, implícito no conteúdo e na organização daqueles arquivos. Sabe o que descobri? Que uns 70% das minhas idéias e projetos que um dia pareciam importantes, não resultaram em nada! Foi duro tomar consciência do quanto desperdicei meu tempo (leia-se minha vida) em iniciativas sem acabativas. Cinco anos depois, tudo o que ganhei foi 70% de espaço livre no meu hard disk.

Se a sabedoria é feita de experiência e a experiência é feita de erros, posso dizer que este erro me trouxe uma grande sabedoria. Aprendi que o aumento da produtividade não depende tanto da criação e execução, mas sim de saber priorizar e ir até o fim; caso contrário, acabamos confundindo ações com resultados.

Este conceito me fez lembrar a velha anedota do homem que precisava atravessar, a nado, um largo rio para encontrar, na outra margem, o seu grande amor. Com excesso de peso e um tanto sedentário, ao chegar na metade da travessia o homem se vê exausto e resolve desistir do intento, nadando de volta a exata distância que poderia tê-lo levado para os braços de sua amada! E quantas vezes na vida agimos assim? Iniciamos um projeto importante e, logo na metade do caminho, desistimos para voltar ao ponto inicial. Quanta energia desperdiçada sem que consigamos alcançar os resultados almejados.

Foi a partir dessa experiência difícil que, não somente liberei espaço no meu HD, mas também tempo na minha vida. E, quem sabe, o meu depoimento sirva de estímulo para você avaliar seus projetos de vida agora. Talvez você também queira fazer um exorcismo nas coisas menos importantes, para colocar o foco naquilo que realmente deseja realizar. Uma vez que o tenha identificado, priorize e vá até o fim!"

Para mais artigos interessantes consulte o site: www.ricardomallet.com

O português e o espanhol

Desculpem-me nuestros hermanos mas já há algum tempo que não ouvia uma anedota destas:


"Um português estava calmamente sentado a tomar o seu café da manhã quando umespanhol, a mastigar pastilha elástica se senta ao seu lado.

O português ignora o espanhol, que não se conforma e começa a puxar
conversa:

Espanhol: - Comes esse pão inteirinho?

Português ( de mau humor):- Claro.

Espanhol: - Nós não. Nós comemos só o miolo, a côdea juntamos num contentor
depois processamos, transformamos em croissants e vendemos para Portugal.

O Português ouve calado.

O Espanhol insiste: - Tu comes esta geleia com o pão?

Português: - Claro.

Espanhol: - Nós não. Nós comemos frutas frescas com o café da manhã,
mandamos todas as cascas e sementes para contentores, depois transformamos
em geleia e vendemos para Portugal.

Português: - E o que é que vocês fazem com os preservativos

depois das relações sexuais?

Espanhol: - Deitamos fora, claro!

Português: - Nós não. Vamos guardando tudo em contentores,
processamos, transformamos em pastilhas elásticas e vendemos para Espanha."

lololol

02 julho 2009

Veja o site Yoga10


http://www.yoga10.com.br/index.html

Respirar

"Prána, a energia vital
Penetra nosso corpo
pelos labirintos respiratórios.
Leva a benção da vida até o nosso peito
e, dele, para todo o nosso ser,
físico e sutil.

Prána, a energia biológica
sem a qual nenhuma forma de vida
animal ou vegetal seria possível.

Prána, que traz a cura
e a regeneração celular.
Para viver, todos os seres precisam respirar.
Respirando, incrementamos vitalidade,
revitalização, reconstituição dos tecidos,
insuflando-lhes a própria vida.

Controlando os ritmos respiratórios,
dominamos nossas emoções e ações.
Alterando os níveis de profundidade da
respiração, conquistamos novos estados
de consciência. Interferindo voluntaria-
mente no ato respiratório, cruzamos a
fronteira entre o consciente e o
inconsciente.

Isso é pránáyáma!"



Para mais informações sobre como respirar melhor e especificamente sobre pránáyáma (expansação da bionergia através de exercícios respiratórios) consulte o livro Tratado de Yôga, DeRose, Edições Afrontamento.

01 julho 2009

Desencontros

Durante o nosso percurso diário, cruzam-se connosco milhares de pessoas: algumas nem damos por elas, mas outras ficam para sempre na nossa memória.

Só que nem sempre é no momento certo, pensamos nós, embora talvez seja o momento certo...

Ficamos sem perceber o que fazer e lá vêm os preconceitos, lá vêm as tendências reger as nossas acções...

Se te encontro neste momento é porque é justamente O Momento portanto há que usufruir ao máximo, retirar as devidas lições e, principalmente, ser feliz!

(...)