Sorri e o Mundo Sorri Contigo por Luísa Sargento

26 janeiro 2010

As aparências iludem...

Bem sei que normalmente numa embalagem má não se encontra um bom produto, mas isso não significa que numa boa embalagem esteja um bom produto, às vezes é bem pior do que o produto menos bom na embalagem má, nem que seja pela desilusão que se instala depois de tanta expectativa criada em torno da boa embalagem.

Um exemplo disso é esta senhora que julgo que nunca teve nenhuma oportunidade de mostrar quão bela/boa era na sua arte por causa da sua embalagem, foram precisos 47 anos...


Por outro lado, temos esta menina que tem uma excelente embalagem e domina a sua arte...e aos 18 anos teve a sua oportunidade...


Será isto justo? Aprenderão ambas algo com tudo isto? Saberemos todos nós do que estou a falar? E se fossemos cegos? E se fossemos surdos? E se fossemos ambas as coisas? Qual seria o valor de cada uma delas se, por exemplo, não tivessem mãos para nos tocarem? E se nós não tivessemos sensibilidade para sentir o seu toque?

Antes de tirar conclusões, muitas vezes influenciadas pela opinião de outros, pare, escute e olhe que não vem lá o comboio, mas talvez uma grande surpresa!!!

;)

Paul McCartney grita EU QUERO SALVAR O MUNDO

Lembrar...

19 janeiro 2010

Não resisti

Depois do domingo passado, chamem-me parola ou o que quiserem, mas não dá para não falar dos Ídolos...

E depois do adeus, entre o original e a versão da Diana venha o diabo e escolha...


Que todas as versões fossem assim... Talvez aí concordasse com a clonagem lolol

The Human Contract ou De Caso com o Inimigo


Para ver o que está além da superficie...

18 janeiro 2010

Haiti

De certo que alguns de vós estavam a estranhar o facto de ainda não me ter pronunciado acerca desta catástrofe, mas tive de esperar para deixar a poeira assentar...

De facto é muito triste o que está a acontecer, já nem falo do alerta do Nosso Planeta, dessa fúria com que a Natureza nos chama a atenção, mas do resto que o ser humano é capaz de fazer... Sinceramente não sou capaz de esconder a minha indignação em relação à violência, aos roubos e a tudo o resto que começou a surgir, só que fico muito frustrada por só nos lembrarmos que os outros são gente como nós com estes fenómenos da natureza acontecem!

O meu primeiro pensamento foi: tudo bem tiveram azar mas e o resto das pessoas que vivem todos os dias aqui ao lado e que não são ajudadas...? A seguir pensei: claro, precisam da nossa ajuda! E, de novo, apareceram na minha cabeça aquelas pessoas que vivem ao meu lado e que todos os dias sofrem por não ter nada que comer... Voltei a pensar no assunto e pensei: Luísa, será que não estás a ser insensível?!? E, de novo, me veio à cabeça estes tempos:

LIONEL RICHIE
There comes a time when we heed a certain call
when the wolrd must come together as one
There are people dying

PAUL SIMON
Oh, and it's time to lend a hand to life

PAUL SIMON & KENNY ROGERS
The greatest gift of all

KENNY ROGERS
We can't go on pretending day by day

JAMES INGRAM
That someone, somewhere will soon make a change

TINA TURNER
We are all a part of God's great big family

BILLY JOEL
And the truth,

TINA TURNER/BILLY JOEL
you know, love is all we need

MICHAEL JACKSON
We are the world, we are the children
We are the ones who'll make a brighter day
So let's start giving

DIANA ROSS
There's a choice we're making
We're saving our own lives

MICHAEL JACKSON & DIANA ROSS
It's true we'll make a better day
Just you and me

DIONNE WARWICK
Oh, Send them your heart
So they'll know that someone cares

DIONNE WARWICK & WILLIE NELSON
And their lives will be stronger and free

WILLIE NELSON
As God has shown us by turning stones to bread

AL JARRREAU
And so we all must lend a helping hand

BRUCE SPRINGSTEEN
We are the world, we are the children

KENNY LOGINS
We are the ones who'll make a brighter day
So let's start giving

STEVE PERRY
Oh, there's a choice we're making
We're saving our own lives

DARYL HALL
It's true we'll make a better day
Just you and me

MICHAEL JACKSON
When you're down and out, there seems no hope at all

HUEY LEWIS
But if you just believe there's no way we can fall

CINDY LAUPER
Well, well, well, well let us realize that a change
can only
come

KIM CARNES
When we

KIM CARNES/CINDY LAUPER/HUEY LEWIS
stand together as one

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving
There's a choice we're making
We're saving our own lives
It's true we'll make a better day
Just you and me
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving

BOB DYLAN
There's a choice we're making
We're saving our own lives
It's true we'll make a better day
Just you and me

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving
There's a choice we're making
We're saving our own lives

BOB DYLAN
It's true we'll make a better day
Just you and me

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving

RAY CHARLES
There's a choice we're making
We're saving our own lives
It's true we'll make a better day
Just you and me

STEVIE WONDER/BRUCE SPRINGSTEEN
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving

STEVIE WONDER
There's a choice we're making
We're saving our own lives
It's true we'll make a better day
Just you and me

STEVIE WONDER/BRUCE SPRINGSTEEN
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving

BRUCE SPRINGSTEEN
There's a choice we're making
We're saving our own lives
It's true we'll make a better day
Just you and me

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving
There's a choice we're making
We're saving our own lives
It's true we'll make a better day
Just you and me

JAMES INGRAM
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving

RAY CHARLES
There's a choice we're making
We're saving our own lives
It's true we'll make a better day
Just you and me

Chorus:
We are the world, we are the children
We are the ones who make a brighter day
So let's start giving
There's a choice we're making
We're saving our own lives
It's true we'll make a better day
Just you and me

E pensei: Fogo continuam a morrer milhares de crianças à fome, passados tantos anos de apelo, de campanhas de solidariedade... Fora os que morrem em guerras que não iniciaram; mais os que morrem por ignorância daqueles que os governam, estilo na Suazilândia onde se prevê que em 15 anos acabe a população adulta vitima de AIDS/SIDA/HIV... Mais todos os outros que a Amnistia Internacional tenta salvar da pena de morte... E não vou continuar a dar mais exemplos porque me sinto impotente porque não consigo que toda a humanidade tenha qualidade de vida e seja feliz, porque sinto que nada faço para que tudo isto acabe de vez!!! :(

E, de repente, vem-me à cabeça uma frase de um texto lindo do DeRose:
"(...) se não posso fazer toda a Humanidade feliz, quero fazer feliz uma pessoa, a partícula da Humanidade que está mais próxima de mim. Quero que essa seja a minha mais nobre razão para estar vivo! Faça-o você também."

E, embora esse texto seja escrito relativamente à relação mulher/homem, transpus a ideia para esta realidade "Haiti"e pensei:
posso fazer muito e vou fazer por aqueles que estão mais próximos de mim!!!

17 janeiro 2010

14 janeiro 2010

Há figuras interessantes por aí...

Depois da nostálgia do fado, desse sentimento que todo o português e ainda mais o lisboeta tem, surgiu-me outra música na rádio, enquanto voltava de um fim de tarde muito interessante...


E lembrei-me do Raul Seixas, grande figura:


Grito

E porque nem sempre quem escreve, canta o que escreve com mais sentimento do que aquele que o relê na sua interpretação...

Embora o original seja mais que divinal!!!

Enfim, as histórias contadas por outras vozes que não aquelas de quem as viveu, não são as histórias verdadeiras, mas ilusões de sentimetos perturbados por pensamentos que não os da primeira real ilusão...

All we need is love :)




Obrigada Ida por teres partilhado este vídeo connosco!!! :)

Mais um pin ganho! Aluna Graduada!!!

13 janeiro 2010

Escrito a 24 de Dezembro de 2000

No fogo quente,
do sol nascente,
ergo a raiz de todo o meu ser...
Encontro o teu olhar
e sorriu...

Generosidade

Como o amor é bonito quando a sinceridade acontece, quando se é generoso e atencioso com a pessoa com quem se decidiu partilhar a vida, quando ambos se respeitam por se amarem como são e pelo que são sozinhos e juntos, quando nenhum tenta controlar o outro e moldá-lo ao seu jeito, nem manipulá-lo... quando são ambos livres de partir e não partem simplesmente porque não querem...

Poderia ficar horas e horas, dias a fio a descrever o que para mim é amar e estar junto de alguém mas deixo aqui estas palavras do meu Mestre - DeRose:



Quando ela acorda sorrindo,

tornando minha manhã mais bela,

sinto que viver é lindo.

Como é triste viver sem ela!


PARTILHA e GENEROSIDADE

12 janeiro 2010

Partilha

A Internet tem alguns pontos a seu favor e um deles penso que seja esta forma fácil de partilhar informação. Mais uma vez no Blog do DeRose encontrei algo interessante, desta vez foi alguém que conheço que o enviou: obrigada, Manu! Aqui vai:

Salvar o planeta!!!



Obrigada à Geração Net e ao Panda Biggs por alertarem os mais novos para estas questões!

Façamos tudo aquilo que está ao nosso alcance para desfazermos o mal que a humanidade tem feito ao planeta e aos seus habitantes!!!

11 janeiro 2010

Reler um livro

É sempre agradável quando encontramos pessoas que concordam connosco e que também acham que reler um bom livro, é melhor que ler vários livros que nada nos dizem...



Por bom livro designo um livro que, de uma ou outra forma, me marcou naquele dado momento e relê-lo é perceber a minha história, aquilo que me vai cá dentro. Talvez quando o reler não entenda a razão de ter sido tão importante naquela altura mas, de certo, que o foi pois a vontade de reler mostra a importância que lhe dei... É como ouvir aquela música vezes sem conta e dançá-la como se fosse a primeria vez; tocar naquele rosto infinitamente; beijar aqueles lábios sem nunca querer parar e relembrar isso vezes sem conta...


"É no Outono que a gente é capaz de reparar como que a vida não é banal não obstante o nosso quotidiano ter sido de uma banalidade atroz. Acredito que é possível descobrir pedaços de luz no meio de tudo isso. São coisas destas qye me levam à convicção de que a vida para que fomos feitos não é, de modo nenhum, aquela que andámos a viver. Em rigor, o nosso destino poderia parecer trágico: por um lado, caminhamos inexoravelmten para a solidão, por outo, temos como futuro o esquecimento. Tenho muito a convicção de que somos seres em formação, pois o projecto humano não aponta para aqui.

(...) Uma das dificuldades que sinto em ser súbdito aplicado de uma religião é porque me parece que o homem tem um programa específico na terra. As religiões que conheço dizem-me, no fundo, uqe esta vida não interessa e que ela não serve senão para preparar a outra, o que leva à desvalorização total daquilo que vivemos eonde deixa de poder haver um programa e um fim que, de uma maneira específica, a isso diga respeito. Daí que, os que vivem as «virtudes» têm a tentação de esquecer que há valores para viver por aqui que pouco têm que ver com os «deveres» que nos impõem as religiões. Talvez por isso elas sejam todas muito tristes e eu tenho uma certa incapacidade de ver a tristeza como uma virtude.

(...) No entanto, lembro a Matilde com alguma saudade e, sobretudo, recordo constantemente a mulher com quem não casei: a Bárbara. Não há dúvida que, como já estou farto de dizer, o futuro depende da descoberta dos mecanismos dos afectos, mas a gente não anda a descobrir nada: andamos ajogar os mesmos elementos e sem nada que vá ao encontro de uma outra maneira de viver na relação de um homem com uma mulher. Isto, na prática. Em teoria há livros e livros sobre as relações amorosas mas poucos pensam nisto, de preservar a nossa autonomia, quiçá o nosso espaço, ligado a uma mulher. Mais: a repetição dos modelos paira no nosso inconsciente e, mal nos distraímos, lá vem a tentação de repetir o que nos ensinaram logo que nascemos. Foi o que me aconteceu com a Maria, já que a Bárbara, me tinha posto logo as coisas em termos de isso ser impossível. Mas eu nem pensei na lição da Bárbara. (...)"
Tecido de Outono, António Alçada Baptista

08 janeiro 2010

Lembrei-me delas...

Um pouco atrasado, mas ainda a tempo! ;)

"Só um momento! Quem é que procura ser como o Diabo?

Tu! Todos vocês! Até criaram religiões que vos dizem que nasceram em pecado - que são pecadores à nascença - para vos convencerem do vosso próprio mal. Mas se Eu vos dissesse que nascem de Deus, que são deuses e deusas puros, à nascença - amor puro - vocês rejeitar-Me-iam.



Passaram a vossa vida toda a convencer-se de que são maus. Não só que são maus, mas que as coisas que fazem são más. O sexo é mau, o dinheiro é mau, a alegria é má, o poder é mau, ter muito - muito de qualquer coisa - é mau. Algumas das vossas religiões até vos levaram a crer que dançar é mau, a música é má, gozar a vida é mau. Não tarda que achem que sorrir é mau, rir é mau, amar é mau.



Não, não, meu amigo, podes ter certezas acerca de muitas coisas mas de uma tens: tu, e quase tudo o que desejas, são maus. Tenho feito esse juízo sobre ti mesmo, concluiste que a tua função é melhorar.



Pois olha que está certo. É o mesmo destino em todos os acontecimentos - só que escolhes uma maneira mais rápida, uma via mais curta, um caminho mais directo.




Qual?

A aceitação de Quem e Aquilo Que Tu És neste momento - e a demonstração disso. (...) É muito mais difícil negares Quem és Tu do que aceitá-lo. (...)"
Neale Donald Walsch in Conversas com Deus livro I

06 janeiro 2010

De Martha Medeiros

A verdadeira educação é a do carácter,
porque procede da essência do ser.

:)

De DeRose

Muitos dos que se desapegam
estão apegados à ideia de desapegar.

(...)

04 janeiro 2010

De John Milton

Que se enfrentem a verdade e a falsidade;
por acaso
alguma vez se viu a verdade ser derrotada
numa confrontação franca e leal?

03 janeiro 2010

De Francisco Quevedo

Alma a quem todo um deus prisão tem sido,
veias que humor a tanto fogo têm dado,
medulas que têm gloriosamente ardido,
seu corpo deixará, não seu cuidado;
serão cinza, mas terá sentido;
pó serão, mas pó enamorado.

02 janeiro 2010

Boato


Muito bom!!!
Obrigada Cheila Saldanha por esta imagem que deixaste no Blog da FYSIP! E gostei muito de dançar contigo na passagem de ano!!!

E o próximo texto foi partilhado no Blog Selva Urbana:

As Três Peneiras de Sócrates
(o que não é nosso primeiro-ministro, como vão perceber...)
Na Antiga Grécia, Augustus procurou Sócrates e disse-lhe:

- Sócrates, preciso contar-lhe algo sobre alguém! Você não imagina o que me contaram a respeito de…


Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou: - Espere um pouco Augustus. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras?
- Peneiras? Que peneiras?
- Sim. A primeira, Augustus, é a da verdade. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro?


- Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram!


- Então suas palavras tropeçaram logo na primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira: a bondade. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito?


- Não, Sócrates! Absolutamente, não!
- Então suas palavras tropeçaram, também, na segunda peneira. Vamos agora para a terceira peneira: a necessidade. Você acha mesmo necessário contar-me esse facto, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa?


- Não, Sócrates… Testando o crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar.


E Sócrates sorrindo concluiu:


- Se passar pelas três peneiras, conte! Todos beneficiaremos com isso. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma coscuvilhice a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos.


Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz!


Da próxima vez que ouvir algo, antes de ceder ao impulso de passá-lo adiante, submeta-o ao crivo das três peneiras porque:



•Pessoas sábias falam sobre ideias;
•Pessoas comuns falam sobre coisas;
•Pessoas medíocres falam sobre pessoas.

O que desejo para todos em 2010

01 janeiro 2010

Feliz Ano Novo

Embora, para mim, o ano novo seja mesmo em cada aniversário, não posso deixar de vos desejar um feliz 2010.



Nesta altura do ano, faço um balanço do que se passou, tiro as minha conclusões e comprometo-me a alterar o que tem de ser mudado até ao meu aniversário (26 de Março). Os bons momentos prevalecem, as situações menos boas partem para bem longe para que eu nunca mais as tenha de viver...



2009 foi um ano cheio de aprendizagem, infelizmente algumas das coisas que aprendi não abonam muito a favor da sociedade, eu ía dizer do ser humano, mas achei que a sociedade é que efectivamente projecta o que de pior existe no Homem. Não estou triste! Apenas aprendi algo mais que vou acrescentar àquilo que ensino ao meu filho e a todos os que se cruzam comigo e me quiserem ouvir, não precisam de ficar a pensar como eu pois as suas experiências são de certo diferentes das minhas, mas é sempre bom partilhar, quando essa partilha é verdadeira e o sentimento sincero...



Não vou dizer muito mais a não ser que:

se me afastar de ti é porque acho que já não há muito a aprender nessa aproximação (da tua e da minha parte), mas se estiver perto de ti é porque quero continuar a partilhar conhecimento, vida, amor contigo!!!



Aqui fica, mais uma vez, o que de mais importante se fez este ano (para mim, é claro):